home

PCF Pedro Monteiro da Silva Eleutério

Picture

Graduado em Engenharia de Computação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e Mestre em Computação, área de Hipermídia, pela Universidade de São Paulo (USP), desde 2006 trabalha como Perito Criminal Federal, realizando perícias em equipamentos de informática, como computadores, discos rígidos, celulares, Smartphones e Tablets, auxiliando na solução dos mais variados crimes cibernéticos.

No início de 2011, juntamente com o PCF Marcio Pereira Machado, lançou o livro "Desvendando a Computação Forense", pela Novatec Editora. Tal obra mostra os principais métodos e as técnicas utilizadas na Computação Forense, incluindo as fases executadas para a realização de exames periciais, entre outros. Trata-se de uma nova bibliografia nacional nesse importante campo de estudo, que é a Computação Forense. Tal livro recebeu muitos elogios pela crítica especializada e está entre as principais obras nacionais sobre o assunto.

O PCF Pedro M. S. Eleutério também é um dos autores da Ferramenta Forense NuDetective, juntamente com o PCF Mateus de Castro Polastro. O NuDetective é um programa que auxilia na identificação de arquivos contendo pornografia infanto-juvenil ainda nos locais de busca e apreensão e em locais de crime. É utilizada por diversas instituições policiais de diversos países, incluindo a Polícia Federal.

Além disso, vem realizando publicações e palestras na área de Computação Forense, incluindo artigos científicos, tutoriais e estudos de caso. Também é professor do curso de Pós-Graduação de "Computação Forense e Perícia Digital" do Instituto de Pós-Graduação (IPOG), um dos mais conceituados e respeitados do Brasil. Também promove cursos de "Computação Forense e Perícias de Informática" no Centro de Treinamento Novatec (CTNOVATEC) em São Paulo/SP.

Em 2014, recebeu o prêmio "Destaque Forense", pela publicação do artigo científico "Quick Identification of Child Pornography in Digital Videos", juntamente com o PCF Mateus C. Polastro, escolhido pela Sociedade Brasileira de Ciências Forenses (SBCF) como o melhor artigo científico em Ciências Forenses no Biênio 2012/2013.

Trabalha objetivando o desenvolvimento da Perícia Criminal em Informática e da Computação Forense no Brasil, visando uma sociedade mais justa, a partir da aplicação da ciência e da elucidação da verdade.